O café da livraria | Santo Grão, Livraria da Vila

Em muitas, muitas livrarias, existe um refúgio mágico e convidativo conhecido como “o café da livraria”.

Tem sido inúmeras as vezes em que o primeiro lugar que me vem à cabeça para marcar um encontro é o burburinho agradável de xícaras, páginas virando e discussões comedidas do “café da livraria”, ao invés do barulho e música alta de pubs e bares. Além da tranquilidade em poder levar qualquer livro para a mesa, a maioria desses lugares tem wi-fi aberto (bem legal para quem quer aproveitar para trabalhar) e cardápios geralmente bastante variados. Isso sem contar a possibilidade de sem querer acabar participando de lançamentos bacanas, esbarrar com personalidades e encontrar gente muito interessante (ah, a troca de olhares…).

Pois bem, como o café da livraria está toda semana no meu roteiro, cada vez que visitar um, vou publicar uma avaliação. Sempre que for possível, com a ajuda da Kaísa Isabel, que é arquiteta certificada em acessibilidade pela SMPED/SP
(Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida), o quesito de acesso para deficientes também será contemplado.

Santo Grão, Livraria da Vila
Rua Fradique Coutinho, 915, Vila Madalena, São Paulo

Loja com jeito de casa, escadas que charmosamente dão para outros pavimentos – são quatro andares -, mais e mais estantes, atendimento bacana e uma variadíssima seleção de livros (a riqueza e refinamento dos títulos nas prateleiras não fica devendo nada aos numerosos best-sellers, sem contar a seção infantil, bem sortida), a Livraria da Vila é das mais intimistas para quem busca um pouco de sossego.

Livraria com jeito de casinha e refúgio
Livraria com jeito de casinha e refúgio

Descendo as escadas para o fundo, bem no quintal da loja, entre uma jabuticabeira e uma amoreira, fica o café Santo Grão. A marca está presente em outros endereços na cidade e é bastante conhecida por servir cafés do tipo gourmet. Era por volta de 13h30 e o sol batia lindamente do lado direito, onde há uma mesa de madeira mais ampla em meio a bastante verde, mas escolhi uma das mesinhas do lado esquerdo, na área com mais sombra do quintal.

Quanto ao público, tem de tudo um pouco. Gente solteira e curtindo sozinha – meu caso – senhores e senhoras mais velhos, famílias inteiras, avó que deixou o neto vestido de Batman almoçar bolo de chocolate com suco; é uma delícia de observar o movimento.

Ponto de vista do cantinho menos não tão bonito e nada ensolarado, porém não menos agradável
Ponto de vista do cantinho não tão bonito do Santo Grão e nada ensolarado, porém não menos agradável

Então, já faminta, cheia das boas expectativas e com A era da turbulência do Alan Greenspan e Conversas com Scorsese do Richard Schickel nas mãos, decidi deixar o café por último e almoçar algo mais assim, digamos, substancioso. Pedi o sanduíche de lascas de filet mignon com tomate fresco, cebola roxa, queijo derretido e outras coisinhas no pão ciabatta (R$ 28,50), precedido por um bowl de mix de folhas com tomate cereja. Para acompanhar, meia garrafa de vinho tinto Doña Paula (R$ 38) e água com gás que não lembro o preço. Naquele dia não havia a opção de pedir o vinho por taça, e esta marca é a única que consta do cardápio. Não chega a ser um problema, esse vinho é bastante agradável.

Mix de folhas de entradinha. E tem vinagre balsâmico, que adoro.
Mix de folhas de entradinha. E tem vinagre balsâmico, que adoro.

Tirando o pão um pouco mais seco do que eu esperava, que me fez abandonar garfo e faca na parte mais torradinha (lembrando que certas coisas se come mesmo é com as mãos), estava tudo muito fresquinho e saboroso. Nessa hora tive a certeza de ter encontrado um concorrente à altura do sanduíche de rosbife picante no pão ciabatta servido num certo café de um cinema que abordarei em outra ocasião.

Apenas que: "nham!"
Tiras de filet mignon com tomate e outras coisinhas no pão ciabatta: “nham!”

Para finalizar, pedi o espresso comum do Santo Grão (R$ 5), que agrada sobremaneira, mesmo para uma leiga em cafés gourmet como eu. Como diria mamãe, dá gosto de tomar!

Espresso Santo Grão, muito bom, muito bem
Espresso Santo Grão, muito bom, muito bem

Pontos fracos

  • Assim que me sentei à mesinha, dois ou três atendentes da cafeteria discutiam sobre o que entendi ser um pedido feito de forma errada por um deles. A discussão começou entre as mesas e passou para o corredor lateral, perturbando a paz do ambiente e fazendo alguns olhares curiosos e incomodados se levantarem por detrás dos livros. O quiproquó durou uns dez minutos. Depois, devo ter passado mais umas duas horas por lá no mais santo estado de contemplação literária.
  • As escadas são charmosas, mas o acesso para deficientes fica praticamente impossível. Em breve coloco uma avaliação sobre esse quesito por aqui.

Vale também

  • Na entrada da loja, retirar um exemplar da revista Vila Cultural. Naquele dia a edição de junho ainda não estava pronta, mas a programação de lançamentos, palestras, eventos infantis, tudo gratuito, é muito bacana. No dia 22/5, por exemplo, tinha rolado um clube de leitura com a escritora uruguaia Inés Bortagaray, autora do recém-lançado romance Um, dois e já. A agenda de eventos também é atualizada constantemente no site.
  • Se cadastrar no clube de fidelidade da loja. É só informar nome completo e CPF no caixa e zás.
  • As poltronas espalhadas pela livraria não são muitas, mas são bem convidativas para sentar e ficar.
  • Em São Paulo, tem mais unidades da Livraria da Vila: Lorena, Shopping JK Iguatemi, Shopping Pátio Higienópolis e Moema. Campinas e Curitiba também contam com uma cada.

O que eu levei desta vez
A ideia era encontrar para uma amiga um exemplar de O que o dinheiro não compra, do Michael Sandel, mas estava em falta. Não resisti ao apelo das novas edições da Simone de Beauvoir da Nova Fronteira e levei para casa A força da idade, livro autobiográfico que retrata o período da vida da autora que a fez passar da juventude à maturidade.

Anúncios

Um comentário sobre “O café da livraria | Santo Grão, Livraria da Vila

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s